Game of Thrones [6ª Temporada] | Crítica

1390 Visualizações Deixe um comentário

Opinião Sobre a 6ª Temporada de Game of Thrones

A sexta temporada de Game of Thrones chegou ao fim e trouxe inúmeras cenas chocantes e inimagináveis aos fãs que acompanham a série de TV do canal HBO.

Não desmerecendo as temporadas anteriores mas pode-se dizer que estes últimos dez episódios estraçalharam os corações de muitos fãs, devido a grande quantidade de acertos de contas e grandiosas revelações, mantidas em segredo desde o início da série, como por exemplo: quem porventura seria a mãe de Jon Snow?

A sexta temporada veio mostrar que Game of Thrones ainda tem bastante força para nos surpreender, trazendo tudo aquilo que há tempos gostaríamos de ver. E isso significa muita vingança, muita demonstração de poder, muita justiça para aqueles que há tempos vinham sendo oprimidos.

Como já sabíamos o reino de Westeros estava repleto de conflitos entre as mais distintas Casas. Havia uma grande quantidade de núcleos de personagens a serem abordados e pendências de temporadas passadas para serem resolvidas.

Cada episódio desta temporada serviu para eliminar boa parte destes focos de conflito e resumi-los a uma grande guerra que englobará quatro grandes e poderosos lados: Danaerys Targaryen com seu grandioso exército e seus três dragões; o Reino do Norte, agora novamente unido e sob o comando de Jon Snow; Cersei Lannister, proclamada novamente como a rainha de Westeros; o Rei da Noite e seu exército de caminhantes do gelo que vem se preparando para atravessar a muralha.

Esta sexta temporada também foi marcada pela morte de personagens queridos pelos fãs como foi o caso de Hodor, no episódio “Hold The Door”, nos mostrando que Bran Stark, o novo Corvo de Três Olhos é capaz de voltar ao passado e até mesmo interagir com os fatos. Também tivemos o retorno de Sandor Clegane, o Cão, aparentemente morto na quinta temporada. Sandor foi salvo e provavelmente tem um bom motivo para ainda estar vivo.

O núcleo de personagens femininas teve grande importância nesta sexta temporada, já que as principais reviravoltas foram causadas pelas mulheres da série. Sansa Stark, forjada em meios aos abusos dos Lannisters e de Ramsay Bolton tornou-se uma nobre líder, digna do trono de Winterfell, enquanto sua irmã Arya Stark, tornou-se uma exímia assassina no tempo em que ficou sozinha sob o árduo treinamento no Templo do Deus de Muitas Faces. Cersei Lannister de forma bastante engenhosa derrotou o Alto Pardal e se proclamou novamente como rainha. Daenerys Targaryen provou que pode cair quantas vezes for, ela ainda será capaz de se reerguer como rainha outra vez.

Diversos episódios podem ser ditos memoráveis em Game of Thrones, mas dificilmente algum se igualará a Batalha dos Bastardos. Uma das cenas de guerra mais marcantes já produzidas para uma série de TV. Jon Snow com sua espada, logo após ver seu irmão Rickon Stark ser morto, sozinho de frente a cavalaria do exército de Ramsay Bolton, só não é mais impactante que a cena seguinte, onde seus soldados se unem a batalha em um mar de violência e sangue. O desfecho da Batalha dos Bastardos é épica e lavou a alma de muitos personagens, inclusive nós, fãs da série.

Game of Thrones - A Batalha dos Bastardos

Por fim, no último episódio “The Winds of Winter“, a visão de Bran Stark relacionada a origem de Jon Snow, dá muito mais sentido ao título “As Crônicas de Gelo e Fogo“. Uma surpresa chocante a todos que assistem a série!

A sexta temporada de Game of Thrones foi com certeza uma das melhores de toda a série e mal dá para acreditar que esta já acabou. Muita coisa nova surgiu enquanto “muitos” personagens importantes se foram.

O inverno finalmente chegou a Winterfell e a sétima temporada irá trazer muito daquilo que vinha sendo dito desde a primeira temporada. Não é atoa que Game of Thrones é um dos maiores sucessos da atualidade e é uma grande pena estar chegando ao seu fim.

E você, o que achou desta sexta temporada? Quais são suas expectativas em relação aos próximos episódios?

Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.