Maze Runner: Prova de Fogo – Graphic Novel Oficial | Crítica

1396 Visualizações Deixe um comentário

Graphic Novel Com Conteúdo Extra e Exclusivo da Franquia Maze Runner

Para quem assistiu os filmes Maze Runner: Correr ou Morrer e Maze Runner: Prova de Fogo devem estar curiosos sobre do que realmente se trata CRUEL, a função do Braço Direito, a necessidade dos labirintos e o surgimentos dos Cranks.

E foi por isso que, afim de complementar o conteúdo dos livros e dos filmes, foi lançado a Graphic Novel Oficial de Maze Runner: Prova de Fogo.

Lançada no Brasil pela Editora Pixel, a Graphic Novel de Prova de Fogo apresenta conteúdo anterior aos dois primeiros filmes. A história é dividida em quatro núcleos, divididos em 5 capítulos, abordando os personagens vistos em ambos os filmes com maiores detalhes a respeito de suas personalidades.

Maze Runner - Prova de Fogo - Graphic Novel

O primeiro capítulo da Graphic Novel, intitulado ‘Correr Sozinho‘, traz o grupo de jovens do primeiro labirinto, apresentados um ano e meio antes do filme Correr ou Morrer. Aqui vemos os primeiros passos de Ben como corredor ao lado do já experiente Minho durante suas corridas pelo labirinto.

O segundo capítulo ‘Meu Amigo George‘, mostra o líder do grupo, Alby, em um dilema pessoal relacionado a um amigo infectado pelo fulgor. Um outro drama pertencente ao cotidiano destes jovens.

O terceiro capítulo ‘O Verdadeiro Labirinto‘, traz a história de Aris, personagem visto no filme Prova de Fogo. Aqui temos um outro labirinto formado exclusivamente por garotas, que se vêem obrigadas a lidar com o fato de terem recebido após tanto tempo, o primeiro garoto de seu grupo.

O quarto capítulo ‘Braço Direito‘ traz o primeiro encontro dos personagens George e Brenda, ambos vistos no filme Prova de Fogo. Nesta história também podemos ver a violenta guerra que existe entre CRUEL e Braço Direito.

O quinto e último capítulo, chamado ‘Mundo Cruel‘ traz as origens de todo o problema, a criação dos Cranks e a esperança de uma cura envolvendo experiências com crianças. É aqui onde vemos o significado da sigla CRUEL e o motivo do slogan ‘CRUEL é bom‘.

Esta Graphic Novel de Maze Runner teve o roteiro escrito por Wes Ball, T.S. Nowlin, Jackson Lanzing e Collin Kelly. Os desenhos foram feitos por Marcus To, Nick Robles, Andrea Mutti e Tom Derenick, com cores por Josan Gonzalez, Vladimir Popov e Whitney Cogar.

Apesar de serem mini histórias, o enredo é bem satisfatório, ainda mais se você já assistiu aos filmes, pois tratam-se de complementos que causam um aspecto mais dramático e pessoal a toda a trama.

A arte é realmente muito bonita, se adaptando bem a fisionomia dos atores que interpretaram os personagens na versão cinematográfica.

É sem dúvida um ótimo complemento a franquia Maze Runner, essencial a todos que são fãs.

Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.