O Profundo Abismo Que Separa os Filmes da DC Comics das Séries de TV

2021 Visualizações 2 Comentário

Antes de tudo, sim, eu sou um grande defensor da reformulação das histórias em quadrinhos conforme o período em que são escritas. Eu realmente detestaria ter que lidar somente com histórias da era de ouro no dias atuais.

Longe de mim diminuir a importância da era de ouro dos quadrinhos, mas não consigo aceitar alguém representado nos dias atuais com a cueca em cima da calça (um exemplo pequeno dentre vários).

E não confunda reformulação com “qualquer coisa“, as alterações devem fazer sentido e antes de tudo ter qualidade. Obviamente seria pedir demais que os roteiristas nos impressionassem com coisas novas, a cada nova geração. É sempre a mesma problemática, apresentada de forma contextualizada.

Superman

Neste período em que a DC Comics vem se estabelecendo nos cinemas e na TV, muito se fala sobre a qualidade destas adaptações, muitas vezes utilizando-se da Marvel como referência. No entanto existe algo que difere em muito ambas as empresas.

Hoje a Marvel (Disney), estabeleceu um poderoso e rico universo cinematográfico que conecta no mesmo ambiente seus filmes, séries de TV e curta-metragens. É claro que um independe do outro, mas a compreensão de cada um enriquece cada vez mais o ambiente em que aquelas histórias acontecem.

Na DC Comics já não acontece desta maneira, já que seu universo de filmes não tem relação alguma com suas séries de TV. E esta situação vem originando diversas discussões entre os fãs, onde um diz que os filmes são melhores enquanto outros preferem as séries e aqueles que dizem que nada disso tem haver com os quadrinhos.

Zack Snyder está deixando os filmes muito sombrios, Greg Berlanti está deixando as séries muito românticas. Se fosse somente isso não seria problema, já que nos quadrinhos histórias como Reino do Amanhã, O Cavaleiro das Trevas e Injustiça apesar de serem ótimas, não tem nada haver uma com a outra.

Tudo pode ser diferente contando que haja qualidade.

Ao ler um artigo no site Poltrona Nerd, chamado “Porque o Superman de Tyler Hoechlin já pode ser considerado melhor do que Henry Cavill“, estas mesmas diferenças foram abordadas, no entanto defenderam algo que eu não concordo nenhum pouco.

O texto diz que o Superman presente em Supergirl é mais fiel a figura do personagem visto nos quadrinhos, do que aquela versão grosseirona vista em Homem de Aço e Batman vs Superman.

Superman - Tyler Hoechlin - Supergirl - DC Comics

Eu assisti tudo de Arrow, The Flash, Gotham e com todas as minhas forças tentei assistir Legends of Tomorrow e Supergirl, mas admito que estas duas não são para mim. P’ra falar a verdade, estou me esforçando para também não deixar de assistir as demais.

O fato é que para mim (em minha humilde opinião), as versões dos personagens da DC Comics apresentados por Zack Snyder correspondem muito mais ao nosso atual período, com heróis que falham e vilões que possuem motivações compartilhadas por muitos de nós. Apesar do “mito“, você quase sente a “dor” causada pelo peso da responsabilidade destes personagens.

Já os heróis vistos nas séries de TV, correspondem a uma tentativa de recriar histórias semelhantes a Lois e Clark (1993), de uma forma mais contextualizada e com mais “sangue nos olhos“. No entanto, caminham na contramão dos dias atuais, aprofundando-se muito nas relações amorosas, naquela “vidinha” de casado, muitas vezes arremetendo a cara da família feliz. Tudo muito caricato, não que eu seja fã do realismo exagerado de Christopher Nolan, mas estas séries poderiam ter um pouco mais desta chama, que nos convença daquilo que realmente está acontecendo.

Eu realmente fico feliz que a DC Comics não tenha conectado a TV com o cinema, assim como a Marvel faz. A Liga da Justiça de Zack Snyder será apresentada em 2017, a de Greg Berlanti já está aí sob o título de Legends of Tomorrow, qual você prefere?

Eu não defendo o fim destas séries, mas as histórias precisam ser contextualizadas para cada período. E hoje, Superman é Henry Cavill, Mulher-Maravilha é Gal Gadot e Batman, Ben Affleck.

Batman vs Superman

Ainda não sei como ficou este novo Superman interpretado por Tyler Hoechlin. Mas levando em consideração a atmosfera destas atuais séries, principalmente Supergirl, dedicarei meu tempo a outras mídias da DC Comics, já que este novo Superman pode ser que não acrescente em nada neste atual momento, a não ser fazer parte de mais uma “novelinha” produzida por Greg Berlanti.

Eu não sou contra estas séries, aliás depositei muita confiança quanto ao resultado destas. Gastei horas e horas concentrado em seus episódios, mas o rumo que ambas tomaram me decepcionou bastante, gerando uma preguiça enorme em continuar me dedicando a estas. Talvez The Flash, mas levando em conta que todas fazem parte do mesmo universo, não seria estranho que ambas compartilhassem do mesmo resultado.

Se um dia os super-heróis não sangravam, desta vez vão sangrar em todos os aspectos de sua vida.

Leia também:

O Profundo Abismo Que Separa os Filmes da DC Comics das Séries de TV
3.67 (73.33%) 3 votes
Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.

  • jucca

    Entendo seu respeito, mas CW não merece. Muito bom o artigo, reflete os fatos.