Preacher [1ª Temporada] | Crítica

1788 Visualizações 2 Comentário

A 1ª Temporada de Preacher Acabou Deixando Uma Grande Ansiedade Pelos Próximos Episódios!

A primeira temporada de Preacher acabou, mas deixou todos que acompanharam já desejando a segunda temporada. Eu assisti e gostei do ambiente apresentado, confesso que não li a HQ (está na minha lista há algum tempo para ler), mas ouvi muito à respeito e procurei por informações, onde pude perceber que há diferenças entre o seriado e os quadrinhos, as quais não vou entrar em análise.

Jesse Custer foi muito bem interpretado, se mostrou um personagem caótico, um pastor numa cidade do interior do Texas, onde ninguém dava a mínima para a igreja e o que estivesse relacionado à fé. Jesse carregava o fardo de tentar levar a cidade à salvação, pois prometeu a seu pai quando era criança.

Preacher

A atmosfera é carregada de violência e sangue. O vampiro Cassidy literalmente caiu do céu nesta aventura e na vida de Jesse, seu bom humor e sarcasmo são ingredientes que tornam a trama mais interessante. Tulipa é o tipo ranzinza e valentona, não leva desaforo pra casa e sua obsessão pela vingança trouxe à tona o passado dela e de Jesse. Os poderes adquiridos pelo pastor ao ser possuído por Gênesis são realmente incríveis, “poder dar uma ordem absoluta para alguém é realmente assombroso, e poder enviar alguém ao inferno com uma ordem verbal é realmente de arrepiar“.

Os anjos Fiore e DeBlanc são muito engraçados, nunca dá certo o que eles planejam ou tentam fazer e quando foram mortos inúmeras vezes por Cassidy eu ri muito. A relutância dos dois em atender às ligações do céu, por relatar o que ocorreu com Gênesis… Desencadeou a vinda de outro anjo para descobrir o que havia, pondo mais lenha na fogueira dos acontecimentos.

Preacher é uma série muito “foda” mesmo! Pude perceber que mesmo para quem acompanha a HQ, cada episodio é aquela expectativa do que vai acontecer e para mim foi ainda maior “quem são esses caras?“. A série não mastiga as coisas para você, então sempre há uma dose de suspense no que está por vir. Os acontecimentos do último episódio puxaram o gatilho para o que virá adiante na próxima temporada, para quem ainda não assistiu eu recomendo que assista, aos que já assistiram certamente perceberam que não dei muitos detalhes, “certamente uma imagem vale mais que mil palavras” e procurei evitar spoilers para os que não viram.

Sobre o Autor

Marcelo Carmo

Apreciador de animes, séries de TV, cinema, música e muito mais!

  • Renan Animal

    Estou na hq nº 61/75, e até aqui estou achando fodástica. Confesso que, em um certo e curto momento fiquei meio entediado, mas o começo avassalador e a quase reta final vale a o tempo dispensado. Vale ressaltar o belo trabalho de arte do excelente Steve Dillon, bem como o roteiro instigante e ácido do ótimo Garth Ennis! As piadas trazem um tempero adulto que faz os marmanjos curtirem muito a hq.
    Sobre a série… preciso conferir, mas só depois de terminar as hq’s.

    • Marcelo Carmo

      Eu fiz o caminho inverso. Há tempos venho tentando tirar tempo para ler as HQ’s, mas sempre surge algo que não me permite ler. Acabei acompanhando o seriado e tenho achado muito bacana. Acredito que você não irá se decepcionar, o pessoal que conheço que leu as HQ’s achou legal. Existem alterações, mas não chegam a fazer mal, pois a essência foi mantida. Estou no aguardo da nova temporada para continuar com o acompanhamento e fazer uma resenha dela. Talvez até lá eu tenha lido um pouco das HQ’s.