Você sabe quem é Ego, o Planeta Vivo? [Marvel Comics]

327 Visualizações Deixe um comentário

Ego, o Planeta Vivo

Um dos personagens mais estranhos e enigmáticos do universo cósmico da Marvel Comics é Ego, o Planeta Vivo, que já desempenhou papel de vilão, outrora aliado dos heróis em momentos críticos da história.

Ego surgiu pela primeira vez nos quadrinhos em setembro de 1966, na revista Thor #132, criado por Stan Lee em conjunto com Jack Kirby.

Fortemente fascinado pela mitologia cósmica que a Marvel Comics vinha investindo naquela época, Jack Kirby dando sequência ao surgimento de personagens como Galactus, Krees e outros, teve a ideia de um planeta literalmente vivo e inteligente.

Ego - O Planeta Vivo

O artista sabia que essa ideia já havia sido abordada por outros anteriormente, e por isso necessitava de algo novo e mais profundo. Um planeta solitário que evoluiu ao longo de milhares de anos na Galáxia Negra, ao ponto de se tornar capaz de pensar por conta própria, quando contagiado por uma bactéria intitulada super-ego. Nasce então um personagem bastante superior a qualquer ser humano, Ego, o Planeta Vivo.

A partir de então, o estranho personagem passou a protagonizar diversas histórias nas revistas do Thor, Quarteto Fantástico e Surfista Prateado, e com o tempo fazendo participações especiais em revistas como Homem de Ferro, X-Men e Nova.

Ego é um bio-verso, capaz de reestruturar sua paisagem nos mais diferentes ambientes, seja terrestres ou aquáticos, apresentado na grande maioria das vezes com um imenso rosto em sua superfície.

Sua evolução o permitiu desenvolver habilidades como poderosos ataques psiônicos, capaz de rivalizar com o próprio Galactus. No entanto, para se manter sempre energizado, Ego necessita devorar outros planetas afim de digerir seus recursos naturais.

Ego - O Planeta Vivo

Outra de suas capacidade é gerar vida, como seres que habitam sua superfície. Estes mesmos seres servem como soldados que podem ser enviados a outras regiões do cosmo, controlados telepaticamente pelo planeta.

Ego não pode ser considerado necessariamente um vilão, já que seu único objetivo é sua própria sobrevivência. Ele já se uniu a Galactus para devorar a Terra, já permitiu que uma raça alienígena o utilizasse como moradia, após seu planeta natal ter sido devorado por Galactus, e também já se aliou a Thor quando Galactus (novamente) tentou devora-lo.

Essa longa relação com Galactus fez com que este, no período em que Ego tornou-se louco, implantasse um propulsor em seu polo sul, fazendo com que o planeta fosse enviado para longe de mundos habitados. Após um longo tempo, Ego conseguiu controlar este propulsor ao seu favor, utilizando-o como eficiente mecanismo de locomoção pela galáxia.

Anos após seu surgimento nos quadrinhos, a Marvel Comics apresentou a verdadeira origem de Ego. Um ser, intitulado Estranho, foi o responsável pelo experimento científico que culminou na criação de Ego e também de seu irmão Alter-Ego. Os dois planetas foram separados ainda jovens, onde Ego foi deixado nos confins da Galáxia Negra, enquanto seu irmão gêmeo foi deixado aos cuidados do Colecionador.

Ego - O Planeta Vivo

O intuito de Estranho era que ambos os planetas lutassem entre si, quando novamente fossem colocados um diante do outro.

Alter-Ego foi condicionado ao longo dos anos a odiar Ego, alimentado pelo desejo de destruir seu irmão. Quando se encontram, uma árdua batalha ocorreu e Ego, auxiliado por Thor acabou derrotando seu irmão. Os destroços de Alter-Ego passaram a orbitar a atmosfera de Ego, tornando-se uma lua que passou a acompanha-lo como uma família.

Diferente de Alter-Ego, Ego sempre desejou encontrar alguém como ele próprio.

Nos cinemas Ego faz uma participação em Os Guardiões da Galáxia Vol.2, mas com grandes diferenças de sua versão nos quadrinhos. Fruto de uma troca entre os estúdios Marvel e Fox (Negasonic Teenage Warhead por Ego), o planeta vivo é interpretado pelo ator Kurt Russell, apresentado neste novo universo como o pai de Peter Quill, o Senhor das Estrelas.

Ego - O Planeta Vivo

Ego é um dos personagens mais surreais dos quadrinhos, muitas vezes comparado com outro famoso planeta vivo, Mogo, integrante da Tropa dos Lanternas Verdes da DC Comics. Enquanto Ego surgiu na década de 60, Mogo fez sua estreia somente na década de 80.

Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.