Você Sabe Quem é Sir Anduin Lothar? [Warcraft]

4139 Visualizações 1 Comentário

Sir Anduin Lothar, o Leão de Azeroth

Sir Anduin Lothar é um dos personagens mais famosos de Warcraft, game da produtora Blizzard. Ele foi o último e verdadeiro descendente do antiga linhagem de Arathi, um grande cavaleiro do Reino de Azeroth (que viria a ser chamado de Reino de Ventobravo) durante a Primeira Guerra e o comandante supremo dos exércitos da Aliança de Lordaeron durante a Segunda Guerra. Ele morreu em combate na base da Montanha Blackrock contra o orc Warchief Orgrim Doomhammer pouco antes do final da Segunda Guerra e o fechamento do Portal Negro. Considerado um dos maiores guerreiros de todos os tempos, o Rei Varian Wrynn nomeou seu filho, o príncipe herdeiro de Ventobravo com o nome Anduin Wrynn em homenagem a Lothar.

Origens

Lothar cresceu na corte de Azeroth como um amigo de infância do príncipe Llane Wrynn e também de Medivh. O trio compartilhou diversas aventuras no deserto de Azeroth durante as suas juventudes. Após alcançar a idade adequada, Lothar uniu-se a junta militar, sendo nomeado mais tarde como cavaleiro e ascendendo rapidamente para a posição de líder dos exércitos de Ventobravo.

A Primeira Guerra

Quando os orcs chegaram em Azeroth dando início ao primeiro ataque a Ventobravo, Sir Anduin Lothar defendeu agressivamente a região levando a batalha diretamente aos seus inimigos. Rei Adamant Wrynn III partilhando da mesma opinião de Lothar se comprometeu a livrar sua amada terra dos orcs. Ao morrer antes de cumprir sua promessa, o rei foi sucedido por seu filho, Llane Wrynn I. O novo rei deu continuidade ao trabalho de seu pai e as batalhas contra os orcs se alastraram. Durante este período os invasores foram enviados novamente ao Pântano das Mágoas.

Warcraft - Sir Anduin Lothar

Durante a guerra, um livro de grande valor para os clérigos de Northshire, chamado Tome of Divinity, foi roubado por um bando de ogros, liderados por Turok. Lothar conduziu uma expedição até o esconderijo dos ogros, em uma mina chamada Deadmines na região de Westfall. Porém foram vencidos em números e os poucos de sua tropa que sobreviveram foram deixados para morrerem de sofrimento perdidos em meios aos túneis da mina. Lothar permaneceu preso dentro das cavernas durante vinte meses antes dele e seus poucos homens sobreviventes serem salvos por tropas de Azeroth. Ele recuperou o Tome of Divinity e retornou a Ventobravo, trazendo a salvo o livro para Northshire Abbey. Reintroduzidos na guerra, Lothar continuou liderando as forças de Ventobravo.

Lothar ficou bastante chocado quando Khadgar, o assistente e aprendiz de seu velho amigo Medivh, o contou que o grande mago havia traído todos ao trazer os orcs para Azeroth. Após sérias discussões em Ventobravo, Lothar conduziu pessoalmente uma força-tarefa afim de invadir Karazhan e matar Medivh. Lothar, Khadgar e a mestiça (meio humana e meio orc) Garona (que mais tarde viria trair a Aliança) desceram até a parte de baixo da torre e confrontaram o Guardião. Khadgar conseguiu esfaquear Medivh no coração e Lothar decepou sua cabeça com um golpe de sua espada larga.

Warcraft - Sir Anduin Lothar

Infelizmente a morte de Medivh não pode parar a fúria da Horda. A guerra estava começando a se voltar novamente contra Azeroth quando os orcs começaram a aprender com seus erros passados sob a liderança do Warchief Blackhand. Rei Llane foi assassinado por Garona, sob influência do bruxo orc Gul’dan. Ao saber que o Reino de Azeroth tinha sido derrotado, Lothar decidiu salvar o que restava de seu povo reunindo os restos do exército e alguns civis que ele pode salvar e os levou em uma desesperada fuga pelo Grande Mar, em direção as costas de Lordaeron.

A Segunda Guerra

Uma vez na corte do Rei Terenas Menethil II de Lordaeron, Lothar contou sua terrível história a todos que quisessem ouvir. Seu grande apelo levou os reinos humanos a se reunirem em um conselho de emergência, onde a política de seu amigo Terenas criou a Aliança de Lordaeron. Contactado por Terenas sobre os eventos noticiados por Lothar, os elfos enviaram um contingente de suas forças, sabendo que desta vez poderiam finalmente quitar sua dívida com a linhagem Arathi por salvá-los durante as Guerras dos Trolls. Os anões Wildhammer de Aerie Peak foram atacados pela Horda e rapidamente se comprometeram a ajudar Lothar. Juntaram-se mais tarde a Aliança os anões de Bronzebeard e os gnomos de Khaz Modan, que haviam sido forçados a sair de suas terras devido o avanço da Horda.

Warcraft - Sir Anduin Lothar

Por causa de sua grande habilidade na guerra e experiência com os orcs, e também porque os reis do norte não estavam confortáveis ​​em colocar suas tropas sob o comando de uma nação rival, Lotharum partido neutro – foi nomeado o comandante supremo das forças da Aliança. Ele rapidamente nomeou Turalyon seu segundo em comando e o Almirante Daelin Proudmoore, Uther o Lightbringer e o mago Khadgar como seus tenentes. Durante a guerra, ele conduziu suas forças para a batalha com coragem e habilidade. Após Orgrim DoomHammer bater em retirada com Horda do Reino de Lordaeron devido a traição de Gul’dan ao assassinar seus amigos Durotan e Draka (pais de Go’el Thrall), Lothar segue o Guerreiro Chefe conduzindo os exércitos da Aliança afim de libertar as regiões de Azeroth e Khaz Modan.

Durante uma emboscada aos pés da Montanha BlackrockSir Anduin Lothar e sua tropa participaram naquilo que talvez foi a maior batalha da história de Azeroth. Em meio ao caos, ele foi forçado a lutar contra Orgrim Doomhammer e após um longo e desgastante combate, Lothar foi derrotado após sua espada ser quebrada por Doomhammer, e ter seu crânio esmagado por um poderoso golpe da lendária arma. Existem outras versões desta história mas o fim é sempre o mesmo com a lâmina de Lothar caindo de sua mão morta.

Doomhammer até acreditou que a morte de Lothar iria quebrar o espírito de luta de suas forças, mas o que aconteceu foi exatamente o contrário. Após sua morte, seu general de maior confiança, Turalyon, pegou seu escudo e espada e levou os exércitos da Aliança para a eventual vitória sobre defesas da Montanha Blackrock, permitindo que Khadgar destruísse o Portal Negro.

O legado de Lothar permaneceu vivo durante muito tempo. O Rei Varian Wrynn nomeou seu filho com o nome de Anduin Wrynn em homenagem ao cavaleiro e as tropas de Turalyon passaram a ser chamadas de Filhos de Lothar.

Warcraft - Sir Anduin Lothar

Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.