X-Men: Apocalipse | Crítica

1622 Visualizações Deixe um comentário

X-Men: Apocalipse, filme da FOX baseado nos quadrinhos da Marvel Comics é o mais sombrio e um dos melhores de toda a franquia!

Dia 18 de maio foi a pré-estreia de X-Men: Apocalipse em diversos cinemas do Brasil e colocou no campo de batalha um novo e arriscado filme de Bryan Singer, FOX e companhia de frente com outras grandes obras inspiradas nos quadrinhos como Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Capitão América: Guerra Civil.

Assista o vídeo com nossas primeiras impressões relacionadas a X-Men: Apocalipse

A responsabilidade deste novo filme era ainda maior por conta do tipo de antagonista escolhido para brilhar no 6º filme da franquia dos X-Men. Apocalipse, um dos mais poderosos e icônicos inimigos de Charles Xavier e seus alunos mostrou boa parte de seus poderes neste longa com média de 2:30hs de duração.

Clique aqui para assistir o trailer de X-Men: Apocalipse

Lamentavelmente boa parte das críticas ditas por aqueles que já haviam assistido o filme não foram nenhum pouco satisfatórias. Mas acredite, até que isto foi bom, pois eliminou nossas expectativas fazendo com que fôssemos surpreendidos pela grande quantidade de acontecimentos, seja easter eggs e referências a outros filmes. E digo, X-Men não é nem perto daquilo que estávamos acostumados a assistir ao longo dos últimos anos.

X-Men: Apocalipse é o filme mais sombrio, dramático e sério de todos os que foram lançados até então. É um divisor de águas para um universo de filmes bem maior do que estávamos acostumados a ver. Uma obra bastante fiel aos quadrinhos, porém não tão complexa, desmoronando conteúdo em uma velocidade incrível na mente daqueles que estão assistindo. É bom ter assistido os filmes anteriores para compreender boa parte das cenas que foram adicionadas ao longa, pois há referências relacionadas a “todos” os filmes anteriores.

X-Men - Apocalipse
Apocalipse

E apesar de En Sabah Nur ser um vilão disposto a qualquer coisa para ampliar seus poderes, ele apresenta um cuidado bastante especial em relação aos seus “filhos” mutantes. E isso é destacado durante todo o filme com ele sendo caloroso e disposto a ajudar todo e qualquer indivíduo mutante a ocupar o seu devido lugar, pois para ele somente os mais fortes devem sobreviver. E para que seus planos realmente pudessem ser concretizados ele deveria castigar o mundo de tal maneira que somente sua raça pudesse prevalecer e é claro que Charles Xavier e seus alunos não concordariam com isso.

A presença dos quatro cavaleiros também foi outro fato marcante no decorrer da trama. Mesmo sendo escolhidos de maneira ingênua, estes personagens além de poderosos também se destacavam por suas maneiras particulares de agir. Em nenhum momento eles se comportaram como “escravos” de Apocalipse, aparentemente todos eles possuíam motivos pessoais para segui-lo de livre e espontânea vontade.

Clique aqui para conhecer todas as encarnações dos 4 Cavaleiros do Apocalipse

Do outro lado, os personagens que compuseram esta equipe de X-Men foram muito bem trabalhados, exceto Mística e Fera que a FOX parece insistir em forçar a barra. Tivemos a origem das relações entre Jean Grey e Scott Summers e ficou bastante claro de que ambos terão um grande importância nos próximos filmes. O grande sucesso do personagem Mercúrio em Dias de um Futuro Esquecido, levou os produtores a explorarem mais os seus poderes com cenas bem maiores e espetaculares do que no filme anterior, carregadas de bastante humor.

X-Men - Apocalipse - Psylocke
Psylocke

Psylocke, que somente agora fez sua estreia no universo cinematográfico dos X-Men, participou das melhores cenas de ação já vistas em todos os filmes da franquia. Realmente ela foi incrível ao lado dos demais cavaleiros e assim como Mercúrio, precisa ser explorada nos próximos filmes.

A tão esperada participação de Wolverine foi carregada de mistérios e trouxe a versão mais violenta do personagem lançada para os cinemas. Obviamente ele foi encaixado no filme apenas para dizer que ele passou por ali e para dar um gosto a mais na satisfação dos fãs.

X-Men: Apocalipse é o resultado do amadurecimento da FOX em relação a esse tipo de história. Assim como na Warner e na Disney, a FOX investiu profundamente no grande universo expandido que envolverá os X-Men nos próximos anos. As referências aos filmes anteriores e aos que ainda virão foram muito fortes. E assim como em Deadpool, os produtores brincaram com os erros do passado ao fazerem um dos personagens citar o fato de que o terceiro filme de uma franquia é sempre um fracasso. Na circunstância em que isso foi dito, percebe-se claramente que falam sobre X-Men: O Confronto Final.

X-Men - Apocalipse - Magneto
Magneto

O filme não foi “épico” como Batman vs Superman e nem tão complexo quanto Capitão América: Guerra Civil, porém a trama de X-Men: Apocalipse foi bem mais abrangente, bem mais catastrófica. Magneto foi grandioso e Charles Xavier participou de seu primeiro combate corpo a corpo realizado mentalmente, assim como acontece nos quadrinhos. Infelizmente dois grandes e importantes personagens que já participaram de outros filmes foram mortos.

X-Men: Apocalipse é um filme bem interessante de ser assistido e sua longa duração parece passar em um piscar de olhos. Em nenhum momento ele pareceu cansativo e desconexo. Felizmente, de acordo com o que foi apresentado ali já sabemos quais tipos de ameaças surgiram no futuro.

E tem cena pós-créditos sim, pode aguardar tranquilamente.

E aí, você também já assistiu o filme? Não? De qualquer forma escrevam sua opiniões relacionadas as suas expectativas e conclusões a respeito deste novo filme dos X-Men!

Leia mais sobre X-Men
Leia mais sobre Marvel

Total Score

Direção
90%
Cinematografia
85%
Roteiro
90%
Edição
80%
Música
95%

X-Men: Apocalipse

X-Men: Apocalipse é o 6º filme da franquia produzida pela FOX, baseada nas história em quadrinho da Marvel Comics.
Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.