Star Wars: Dívida de Honra | Crítica

7 Visualizações Deixe um comentário

Dívida de Honra traz a tona o compromisso de amizade entre alguns dos principais personagens de Star Wars.

Star Wars: Dívida de Honra

Segundo volume da Trilogia Aftermath de Star Wars (Marcas da Guerra), Dívida de Honra é um livro escrito por Chuck Wendig, publicado no Brasil pela Editora Aleph.

Ambientado logo após os eventos apresentados no filme O Retorno de Jedi, a história mostra o Império Galáctico, agora sob supervisão da Grão-Almirante Rae Sloane, tentando novamente se estabelecer como poder máximo na galáxia mesmo sem a presença do imperador Palpatine.

Enquanto isso, Léia e demais líderes da Aliança Rebelde lidam com as primeiras dificuldades na instituição da Nova República, num ambiente complexo e devastado pela opressão do Império.

Diversos mundos ainda encontram-se abalados, seja pela guerra, ou por ainda serem explorados por criminosos e remanescentes imperiais. Cabe a Nova República, através de um comportamento diplomático, lógico e sistemático, reorganizar o aspecto político e oferecer o bem estar a todos seres dos milhares de mundos que há.

No entanto, não é somente isso que vem preocupando a mente de Léia. Han Solo, ex general da Aliança Rebelde, abandona seu posto para resgatar seu melhor amigo Chewbacca, capturado enquanto colocava em prática seu plano de libertar Kashyyyk, seu planeta de origem, da escravidão imposta pelo regime anterior.

De modo obter informações e até mesmo resgatar seu amor, Léia irá solicitar os serviços de Norra Wexley e sua equipe para que encontrem Han Solo e o tragam novamente.

É neste momento que os protagonistas de Marcas da Guerra entram novamente em ação, dando início as investigações sobre o paradeiro de Han Solo e o processo de libertação de Kashyyyk, Chewbacca e demais wookiees.

Star Wars: Dívida de Honra - Senhor Ossudo (Mr. Bones)

Apesar de Norra, Temin, Jas, Sinjir e Senhor Ossudo serem um núcleo muito bom de personagens, o acréscimo de Léia, Han Solo, Chewbacca, além de Mon Mothma e Ackbar, contribuíram muito para a qualidade de Dívida de Honra.

Mas apesar das grandes referências utilizadas no livro, daquilo que já nos eram familiar por conta dos filmes, com certeza o núcleo Imperial é o que mais nos oferece respostas e sugestões daquilo que veríamos 30 anos depois em O Despertar da Força.

Rae Sloane, auxiliada pelo misterioso Galius Rax, lidera o que sobrou do Império, num conflito intenso contra a Nova República, outros almirantes e principalmente com relação às suas próprias escolhas. Seria ela capaz de suportar tal responsabilidade?

E é durante suas conversas com Galius Rax, onde o escritor Chuck Wendig mais brincará com a mente do leitor, com relação ao possível surgimento da Primeira Ordem e da origem de alguns personagens apresentados nesta nova era de Star Wars.

Dívida de Honra é um livro fascinante e ainda mais interessante que o antecessor Marcas da Guerra, pois consegue refletir com mais precisão as caracteristicas fundamentais de Star Wars, como a Força e os personagens clássicos.

Muito bem escrito, podemos compreender perfeitamente o drama enfrentado por cada um dos personagens. Romance, humor, suspense são alguns dos principais elementos utilizados pelo escritor.

Com certeza a trilogia Marcas da Guerra terá um papel fundamental no futuro da saga, sendo um conteúdo obrigatório a todos que se consideram fãs de Star Wars.

Sobre o Autor

Sandro Pessoa

Metalhead, guitarrista, colecionador de livros e hq's, fundador do site MonsterBrain e Lorde Sith nas horas vagas.